Versão de ex-assessor de Flávio Bolsonaro não convence nem mesmo a equipe de transição

0
258

247 – Nem no campo do bolsonarismo, a repercussão da entrevista de Fabrício Queiroz ao SBT foi boa. Os aliados de Bolsonaro entendem que o noticiário em torno do ex-assessor de Flávio Bolsonaro vai continuar criando uma agenda negativa para o futuro governo. Alguns integrantes da equipe de transição, no entanto, acreditam que a entrevista foi útil para tirar o foco de Flávio Bolsonaro, uma vez que Fabrício se “enrolou” sozinho ao tentar explicar a fonte de suas movimentações bancárias.

A reportagem do portal G1 destaca que “mesmo para integrantes da equipe do governo de transição, a entrevista dada por Fabrício Queiroz ao SBT não esclareceu o principal ponto de questionamentos desde que o caso estourou, há 21 dias: os depósitos em sua conta de funcionários do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro.”

E acrescenta: “aliados mais próximos de Bolsonaro avaliam que o caso continuará criando uma agenda negativa para o início do novo governo. Na avaliação de um integrante da área militar da equipe de transição, Queiroz deveria ter apresentado todo o extrato de suas movimentações financeiras com explicações convincentes. Integrantes da equipe de Bolsonaro ainda estão apreensivos sobre o detalhamento dessa explicações ao Ministério Público. Até agora, Queiroz faltou a duas audiências, alegando problemas de saúde.”