Senador republicano quer aumentar idade mínima para compra de tabaco nos EUA

0
34

PODER 360 – O senador republicano Mitch McConnell, líder da maioria na Casa legislativa, quer aumentar de 18 para 21 anos a idade mínima necessária para a compra de produtos com tabaco (que incluem cigarros e suas versões eletrônicas) nos Estados Unidos. Para ele, há uma “crise de saúde pública” no país.

O esforço é bipartidário, ou seja, as principais legendas do Senado provavelmente aprovarão o projeto de McConnell – chamado Tobacco-Free Youth Act. Além de McConnell ter influência na Casa legislativa, o democrata Tim Kaine apoiou e apresentou a iniciativa ao lado do republicano.

Organizações como American Lung AssociationAmerican Cancer Society American Academy of Pediatrics apoiaram a ideia e pediram para que os legisladores não adicionem exceções à indústria do tabaco. Outros grupos pedem mais medidas para ajudar a reduzir o consumo de tabaco, especialmente entre os jovens.

Em plenário, McConnell afirmou que a proposta é uma de suas prioridades. “Esta não é uma escolha entre agricultores e saúde pública. Nós podemos apoiar ambos e precisamos apoiar ambos”.

O Estado de McConnell, Kentucky, tem as taxas de câncer mais altas do país. “Nosso Estado cultiva o tabaco como nenhum outro – e agora estamos sendo atingidos pelas consequências do tabagismo na saúde como nenhum outro”. A indústria tabagista traz cerca de US$ 300 milhões ao ano para o Estado.

O projeto de lei também abrange outros produtos que funcionam à base de tabaco, como cigarros eletrônicos –que têm sido cada vez mais usados por jovens nos últimos anos, segundo recentes pesquisas.

“Quando os adolescentes usam tabaco, literalmente alteram a química do cérebro e se tornam mais suscetíveis ao vício”, disse McConnell.

Catorze Estados norte-americanos e o Distrito de Columbia já aumentaram a idade mínima de venda do tabaco para 21 anos.