PT vai a quatro órgãos contra a fundação lava jato por apropriação indébita

0
127

William De Lucca, 247 – O Partido dos Trabalhadores irá acionar quatro instituições diferentes contra o projeto conhecido como “Fundação Lava-Jato”, uma fundação de direito privado que seria financiada com mais de R$ 1 bilhão recuperados de desvios de recursos públicos e corrupção pela força-tarefa da operação.

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) adiantou ao Brasil 247 neste domingo (10) que o partido estará protocolando uma representação no Tribunal de Contas da União (TCU) e que irá ainda ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a proposta, encabeçada pelo procurador do Ministério Público, Deltan Dallagnol.

“Precisamos dar um basta à ação ilegal da Lava Jato. Dallagnol conseguiu até agora constranger as instituições brasileiras e atuar na ilegalidade, tudo isso enfraquecendo a Petrobras e destruindo empresas de infra-estrutura pesada. Agora, querem ficar com R$ 1,25 bilhão, do povo brasileiro, destinando-os à sua fundação? Vamos impedir esse desvio de recursos públicos!”, disse o deputado.

Segundo ele, cabe ao parlamento a decisão sobre alocação de recursos no Orçamento Geral da União, então os recursos teriam de ser depositados nos cofres públicos e não nas mãos de uma fundação privada.

O deputado criticou ainda o acordo firmado com o Departamento de Estado norte-americano. “Eles não poderiam ter feito este acordo, extrapolaram sua competência e puseram em risco nossa soberania. Eles não podem ficar com esse dinheiro, isso é apropriação indébita. A apropriação desse dinheiro é um passo decisivo pra consolidação da Lava-Jato como partido político”, finalizou Teixeira.