Procurador-geral de Justiça pede suspeição de Gilmar Mendes e volta de Beto Richa à prisão

0
45

O procurador-geral de Justiça do Paraná, Ivonei Sfoggia, pediu o restabelecimento da prisão do ex-governador Beto Richa (PSDB); além da suspeição do ministro Gilmar Mendes no caso.

Além do procurador-geral, a manifestação ao STF é assinada pelos procuradores Rodrigo Régnier Chemim Guimarães, da Coordenadoria de Recursos Criminais, Fabio André Guaragni; e, ainda, pelo promotor Rodrigo Leite Ferreira Cabral.

O pedido do procurador-geral foi enviado na terça (18), mesmo dia em que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apelou contra a decisão de Gilmar.

Richa foi preso provisoriamente no dia 11/09, no âmbito de investigações conjuntas do GAECO e da lava jato.

O tucano é acusado de participar de organização criminosa pela operação Rádio Patrulha, do Ministério Público do Paraná.