PM prende seis suspeitos de participar de homicídios em Rio Branco

0
228

Policias militares do Acre prenderam, nesta manhã (9), mais três suspeitos de participação nos ataques a tiros que resultaram em cinco mortes e 10 pessoas feridas, no fim de semana. Três suspeitos já tinham sido detidos ontem 98), entre os quais um egresso do sistema prisional que havia conseguido romper e retirar a tornozeleira eletrônica.

Os crimes ocorreram em diferentes pontos de Rio Branco, entre a noite de sexta-feira (6) e a manhã de domingo (8). A Polícia Civil ainda investiga a relação entre as ocorrências, mas, para a Secretaria estadual de Segurança Pública, os crimes são consequência de uma guerra entre duas facções criminosas que disputam o controle de pontos de venda de drogas no estado fronteiriço.

Os três homens presos hoje estavam em um carro cuja placa foi anotada por testemunhas que presenciaram ao menos um dos ataques do fim de semana. Duas armas foram apreendidas com o grupo, incluindo uma escopeta que está sendo periciada. A suspeita é de que a arma seja a mesma usada nos crimes. O veículo, um Palio vermelho, também está passando por perícia.

Os 10 feridos continuam internados, recebendo cuidados médicos. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, entre eles há pessoas que podem não ter vínculo com as organizações criminosas. Já os cinco mortos, segundo a pasta, têm alguma relação com as facções. Esta informação foi negada, nas redes sociais, por parentes e amigos de dois adolescentes mortos. Um dos jovens de 16 anos foi executado com mais de 20 tiros na manhã de sábado.

Por causa dos ataques, o policiamento foi reforçado em Rio Branco. Agência Brasil