PF acusa Maia de corrupção, lavagem e ‘caixa 3’ da Odebrecht

0
19

247 – De acordo com relatório produzido pela Polícia Federal, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), e seu pai, Cesar Maia, praticaram crime eleitoral ‘na modalidade ‘caixa 3’ ao apresentar apenas as informações de cunho estritamente formal das doações repassadas por empresas interpostas, quando o verdadeiro doador era o Grupo Odebrecht”.

O relatório afirma ainda que Maia seria o “Botafogo” na planilha da empreiteira. O presidente da Câmara e seu pai são acusados de lavagem de dinheiro nas eleições de 2010 e 2014, para “legitimar o recebimento de valores indevidos com as doações eleitorais feitas pelo Grupo Petrópolis”.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.