Onyx Lorenzoni respondeu ação na Justiça por não pagar cuidadora da mãe

0
99

247 – O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi processado por não pagar direitos trabalhistas para a ex-cuidadora de sua mãe. No dia 8 de agosto, Onyx, sua mãe, Dalva, e sua irmã, Mayra, formalizaram acordo com Simone Espindola e pagarão R$ 60 mil à ex-funcionária.

O valor será uma indenização por danos morais, FGTS, férias não pagas e intervalos de descanso não respeitados, além de outras obrigações trabalhistas. A informação é de Guilherme Amado, da Época.

A ex-funcionária afirmou que Onyx “dirigia” seu trabalho, de abril de 2013 a outubro de 2017, quando foi demitida.

A ex-funcionária disse, ainda, que cumpria inúmeras funções não previstas para uma cuidadora: gerenciava “várias rotinas” dos Lorenzoni, como pagamento de “mercadinho, salão de beleza, fisioterapeuta, telefone e condomínio”.