Nove pessoas são condenadas à morte no Vietnã por tráfico de drogas

0
120

Nove traficantes foram hoje condenados à morte no Vietnã por terem vendido metanfetamina e heroína no país com as leis antidrogas mais inflexíveis do mundo, anunciou a agência estatal. Os responsáveis da rede foram considerados culpados de venderem 18,5 quilogramas de heroína e 563 gramas de metanfetaminas no norte do país.

As sentenças pronunciadas hoje, depois de um processo de quatro anos na província de Ha Nam, no norte do país, estão entre as mais severas dos últimos anos.

Três outras pessoas, relacionadas com a rede, foram condenadas a prisão perpétua e 10 outros a penas de prisão de sete a 21 anos.

Quatro homens foram também condenados à morte hoje na província de Cao Bang, no nordeste do país, por tráfico de heroína, segundo a imprensa pública local.

“A investigação revelou que os acusados venderam droga ilegalmente em várias ocasiões”, declarou o tribunal popular de Há Nam na sua página internet.

A heroína é, desde sempre, a droga preferida dos consumidores vietnamitas, principalmente dos homens com idade avançada, mas o consumo de drogas de síntese está a aumentar, em particular na população jovem.

O Vietnã tem lutado contra “vícios sociais” como o consumo de droga, propagado pelo país inteiro.

As autoridades têm dificuldade em conter a tendência crescente dos jovens que conseguem obter drogas de síntese como o ecstasy, a metanfetamina ou a cetamina.

Uma grande parte das drogas disponíveis no mercado vietnamita procede do célebre Triângulo de Ouro, região fronteiriça que engloba uma parte da Tailândia, da Birmânia e do Laos. Com informações da Lusa.