Moro avisa que vai destruir todo o material do ‘hacker de Araraquara’

0
84

247 – O presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio Noronha, um dos supostos alvos dos hackers presos pela Polícia Federal, afirmou nesta quinta-feira (25) que as mensagens capturadas serão destruídas a pedido do ministro da Justiça Sergio Moro, informa a Folha de S. Paulo.

“As mensagens serão destruídas, não tem outra saída. Foi isso que me disse o ministro e é isso que tem de ocorrer”, contou Noronha, que recebeu o comunicado do ex-juiz por telefone.

O jornalista Glenn Greenwald comentou há pouco a decião de Sergio Moro, questionando: “Como isso não é suspeito?”

“Quando as primeiras mensagens vieram à tona, em 9 de junho, o site informou que obteve o material de uma fonte anônima, que pediu sigilo. O pacote inclui mensagens privadas e de grupos da força-tarefa no aplicativo Telegram a partir de 2015.

As mensagens obtidas pelo Intercept e divulgadas até este momento revelam que o então juiz Moro, por exemplo, indicou ao procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, uma testemunha que poderia colaborar para a apuração sobre o ex-presidente Lula”, conta a reportagem.