“Mais um estelionato contra o leitor”, disse procuradora da Lava Jato sobre capa mentirosa da Veja com Lula e OAS

0
132

O Intercept está publicando de maneira dispersa a participação da imprensa no conluio da Lava Jato.

Um repórter do Estadão beneficiário dos vazamentos da operação já apareceu fazendo uma assessoria informal a um procurador.

Na Folha de hoje, sobre a manipulação da delação de Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, que incriminou Lula, no caso do triplex, procuradores conversam sobre a Veja.

Foi em 2016.

A revista Veja publicou trechos de sete anexos da delação e afirmou que a empresa revelara a existência de uma conta secreta usada para fazer pagamentos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Sem os jornalistas, essa fraude jamais teria sido possível.

Veja conversas entre procuradores

26.ago.2016

Anna Carolina

19:52:11

Tinha isso de conta clandestina de Lula?

19:52:19

Esses Advs não valem nada

Jerusa

19:53:02

Nao que eu lembre

Ronaldo

20:45:40

Também não lembro. Creio que não há.

Sérgio Bruno

21:01:10

Sobre o Lula eles não queriam trazer nem o apt. Guaruja. Diziam q não tinha crime. Nunca falaram de conta.

27.ago.2016

Anna Carolina

08:00:43

Li a reportagem e ela tenho quase certeza q ela está fidedigna. Só não achei a parte da conta. Talvez tenha sido mais um estelionato contra o leitor. Tá no título mas não está no conteúdo

Jerusa

08:01:59

Foi o que pensei tb. Pq nao houve mencao a essa conta

Léo Pinheiro foi preso em setembro de 2016 e as negociações ficaram congeladas até 2017, quando ele incriminou Lula ao depor no processo sobre o triplex de Guarujá que a OAS diz ter reformado para o petista. Os procuradores voltaram então a conversar com ele, mas ainda tinham muitas desconfianças