Maioria dos deputados de frentes contra a corrupção votou com Temer

0
42

A Frente Parlamentar pela Aprovação das Dez Medidas contra a Corrupção foi criada em 2016 para discutir as propostas do Ministério Público Federal sobre o assunto. No entanto, dos 202 parlamentares da bancada, 115 votaram a favor de Michel Temer, no último dia 2, quando da votação da denúncia de corrupção passiva, de autoria da Procuradoria-Geral da República.

O presidente foi citado em delação premiada da JBS. Joesley Batista chegou a gravar uma conversa que teve com Temer em que fala da “compra” de um procurador, com o objetivo de atrapalhar a Lava Jato, e sobre o pagamento de mesada para o ex-deputado Eduardo Cunha, a fim de mantê-lo em silêncio.

O coordenador da frente, deputado Fábio Sousa (PSDB-GO), disse que “não é muito de julgar”, mas afirmou que não poderia “fechar os olhos para indícios”.

“Como eu que votei a favor do impeachment da Dilma, da cassação do Cunha, vou falar que não tem indícios? Não tem jeito, né?”.

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção, outra bancada da Câmara que trata do tema, também teve 57% de seus parlamentares a favor do arquivamento da denúncia.

O deputado Antonio Carlos Thame (PV-SP), coordenador do grupo, disse que “não faz ideia” dos motivos que levaram os parlamentares a tomar essa decisão.