Lula reafirma que não aceitará semiaberto e quer liberdade plena

0
35

247 – O advogado Cristiano Zanin Martins encontrou-se na tarde desta sexta-feira, 18, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba. Em conversa com jornalistas ao final do encontro, Zanin disse que Lula voltou a dizer que não aceitará a progressão de sua pena para o regime semi-aberto, como defendem os procuradores da Lava Jato.

“O ex-presidente reafirmou que não aceita o pedido do Ministério Público de progressão de pena, porque ele vai buscar a sua liberdade plena, a sua inocência, e o reconhecimento de que não praticou qualquer crime. Este é o posicionamento do ex-presidente e nós vamos levar hoje à Justiça”, disse Zanin, acrescentando que pedirá o indeferimento do pedido do Ministério Público.

Cristiano Zanin também comentou o parecer da procuradora Marcia Brandão Zollinger, do Ministério Público Federal em Brasília, que pediu a absolvição sumária dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff da acusação de participação em suposto “quadrilhão do PT”, que teria desviado R$ 1,48 bilhão (leia mais no Brasil 247).

“Mostra o quão absuirdo tem diso o comportamento de algumas autoridades que estão se utilizando do processo penal para promover verdadeiras perseguições políticas”, disse Zanin.

O advogado do ex-presidente Lula disse também que a expectativa da defesa é pelo julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal, do habeas corpus que pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro na ação do triplex contra Lula e a consequente anulação da sentença.