Jorge Kajuru acusa Alexandre Baldy, cotado para ser ministro de Bolsonaro

0
36

PODER 360 – Cotado para assumir o ministério das Cidades, Alexandre Baldy foi alvo de uma série de acusações do senador Jorge Kajuru (PSB-GO) neste domingo (12.mai.2019). Por meio de seu perfil no Twitter, o congressista afirmou que Baldy ofereceu propina ao presidente do Detran Goiás.

Kajuru afirmou ter entregue gravações ao presidente Jair Bolsonaro que comprovam participação do ex-deputado federal em 1 suposto esquema de corrupção. “Vou surpreende-lo com o que sei. Então não posso antecipar aqui antes do processo. Juridicamente óbvio.”

De acordo com o congressista, o material foi entregue a Bolsonaro pelo seu filho e senador, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ainda, que o governo desistiu de nomear Baldy para o Ministério das Cidades.

Representantes políticos do mesmo Estado, esta não é a 1ª vez que Kajuru faz acusações e críticas sobre o ex-ministro de Temer. Em setembro de 2018, o senador fez uma live no Facebook e chamou Baldy de “bandido”e acusou o ministro de “comprar” apoio para candidatos nas eleições.

Pelas redes sociais, Baldy rebateu as acusações e afirmou que processará Kajuru. “Espero que tenha advogado, pois frequentará o Tribunal, para provar cada falta que profere”, escreveu.

BALDY NO MINISTÉRIO DAS CIDADES 

Atual secretário de Transporte do Estado de São Paulo e ex-ministro das Cidades, Baldy foi sondado para retomar o comando da pasta, que deve ser recriada após mudança aprovada por comissão especial da Câmara na medida provisória da reforma administrativa do governo.

Os ministérios das Cidades e da Integração Nacional foram unificados no início da gestão bolsonarista no Ministério do Desenvolvimento Regional, sob comando de Gustavo Canuto.

Autores