Inpa e Uema descrevem novo gênero de mosca

0
50

Inpauema é o nome científico dado a um novo gênero de um grupo de moscas que ocorre nos biomas Amazônia e Cerrado, no qual foram descritas cinco espécies novas. A descoberta é resultado de uma longa parceria de pesquisa nos estudos de biodiversidade de insetos entre o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), por meio dos pesquisadores José Albertino Rafael e Francisco Limeira de Oliveira, respectivamente.

 Como os insetos compõem o grupo de organismos mais diverso da terra, e ainda é muito pouco estudado, é comum descrever novos gêneros e mais comum, ainda, é descrever novas espécies. Isso aconteceu com este grupo de moscas com ampla distribuição

 A partir da atribuição de um nome, que é feita através de uma publicação científica, todo o conhecimento adquirido relativo àquele organismo será associado ao nome dado (assim como todo ser humano tem um nome registrado em cartório). Após nomeá-lo, procura-se conhecer a sua função na natureza, se é um predador, polinizador, se é uma praga, se pode se tornar uma praga ou uma peste, dentre outras possibilidades.

 No Brasil, existem aproximadamente 12 mil espécies de moscas e mosquitos, mas as estimativas é que sejam mais de 50 mil só no nosso país. Conforme Rafael, para conhecer essas espécies é preciso contratar muitos entomólogos, em diferentes instituições e biomas, para incrementar o conhecimento de todos os insetos, mas não somente eles, e com isso nomear e conhecer suas funções.