Hungria começa a instalar barreira de arame farpado na fronteira com a Croácia

0
239

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, anunciou hoje (18) o início da instalação de uma barreira de arame farpado na fronteira com a Croácia para se proteger dos milhares de migrantes que pretendem alcançar a Europa Ocidental.

“Os trabalhos para o bloqueio da fronteira começaram e parece que não podemos contar com ninguém”, declarou Orban, numa entrevista à rádio pública depois da chegada de milhares de migrantes da vizinha Croácia, cujas autoridades consideram “saturada” a capacidade de acolhimento.

Ao início da tarde, a Croácia começou a encaminhar os migrantes que estão no seu território para a fronteira com a Hungria. A barreira vai ser instalada ao longo de 41 quilômetros de terra, acrescentou o primeiro-ministro. Os restantes 330 quilômetros de fronteira entre os dois países estão delimitados pelo Rio Drave, de difícil travessia.

“Seiscentos soldados estão já no local, 500 vão chegar durante o dia e 700 serão enviados durante o fim de semana”, explicou. Na região, encontram-se também 200 agentes policiais, estando prevista a chegada durante o dia de mais uma centena e de mais 500 no fim de semana. “Vai ser impossível esconder-se atrás do mais pequeno monte de terra. Defenderemos as nossas fronteiras”, declarou Orban.

A Hungria, defensora de uma linha dura contra os migrantes, tinha já levantado uma barreira ao longo dos 175 quilômetros da fronteira com a Sérvia, por onde passavam a maioria dos requerentes de asilo que pretendem alcançar os países ricos do Oeste ou Norte da Europa.