Heleno recua de declaração sobre AI-5 e diz que governo Bolsonaro “não tem vocação ditatorial”

0
20

247 – O general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), recuou das declarações feitas na semana passada sobre o AI-5 e disse, durante audiência realizada na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (6), que o governo Jair Bolsonaro tenha algum tipo de “vocação ditatorial”. Segundo ele, “não passa na cabeça do governo Jair Bolsonaro” a adoção de medidas com características ditatoriais. “Não temos nenhuma vocação para esse tipo de atitude”, afirmou.

Ele também tentou culpar a esquerda pelas “coisas que ficam assustando aí as pessoas”. “Posso garantir a todos que estão aqui presentes que, em relação aos militares das três forças (…), as nossas gerações estão completamente vacinadas contra qualquer sintoma de ditadura, dessas coisas que ficam assustando aí as pessoas e que, muitas vezes, é bandeira para quem não tem muita coisa para inventar inventa isso aí”, ressaltou.