Guedes diz que sabia que Brasil não seria indicado pelos EUA à OCDE

0
55

247 – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, em entrevista ao O Antagonista, que já sabia que os Estados Unidos não indicariam o Brasil à OCDE, mesmo com a submissão de Bolsonaro à Donald Trump. De acordo com o ministro, este é um posicionamento temporário e se trata de uma “questão estratégica”.

“Eles nos disseram que, por questão estratégica, não poderiam indicar o Brasil neste momento, mas não é uma rejeição no mérito. É uma questão de timing, porque há outros países na frente, como a Argentina”, disse Paulo Guedes.

“Abrir para o Brasil agora significaria ceder à pressão dos europeus, que também querem indicar mais países para o grupo”, complementou.

Os americanos optaram por apoiar a Argentina e a Romênia em ves do Brasil.