Governo cancela participação de Neymar em campanha pela Previdência, diz revista

0
121

PODER 360 – O governo federal decidiu suspender a participação de Neymar em peças publicitárias da reforma da Previdência, após o jogador ser acusado de estupro. A informação foi divulgada na edição desta semana da revista Veja.

Segundo a publicação, a participação de Neymar foi “congelada”. O atleta também estaria sendo pressionado por seus patrocinadores.

“A Red Bull, que o patrocina desde 2010, pediu rápidos esclarecimentos, e pode ser a 1ª a abandonar o barco. A Nike, que o acompanha, há catorze anos, emitiu nota em que diz estar ‘profundamente preocupada’ com as acusações”, diz a revista, acrescentando que a Gillete não renovou o contrato com o atacante depois de ele socar um torcedor, em abril.

Na 5ª feira (6.jun), a Mastercard anunciou a suspensão de um comercial com Neymar, que seria veiculado durante a Copa América, competição da qual ele não mais participará por conta de uma lesão no tornozelo. “Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido”, disse a empresa, em nota.

EQUIPE DO JOGADOR NEGA ROMPIMENTO

Também em nota, divulgada na noite de 6ª feira (7.jun), a NR Sports –empresa responsável por gerir a imagem de Neymar– afirmou que “não houve rompimento de nenhum contrato atualmente em vigor após a divulgação da grave acusação contra o atleta”

A empresa ressalta, porém, que “em conjunto com alguns parceiros e patrocinadores está suspendendo algumas campanhas diante da gravidade das injustas acusações e, sobretudo, da categoria de marcas endossadas”.

Eis a íntegra:

“A NR Sports, detentora exclusiva dos direitos de exploração comercial da imagem, nome e marcas do Atleta Neymar Jr. desde 2006, esclarece:

Em relação às notícias veiculadas hoje na imprensa acerca da “perda de patrocínios do Atleta Neymar Jr”, esclarecemos que não houve rompimento de nenhum contrato atualmente em vigor após a divulgação da grave acusação contrato o Atleta.

Em conjunto com alguns parceiros e patrocinadores a NR Sports está suspendendo algumas campanhas diante da gravidade das injustas acusações e, sobretudo, da categoria de marcas endossadas.

Todos, por questões obvias, estão alertas e atentos ao desenrolar dos acontecimentos.

Outros parceiros decidiram não alterar o rumo das campanhas, declararam apoio público ao Atleta Neymar Jr. e seguem firmes em seus projetos de fortalecimento das marcas.

As equipes jurídicas da NR Sports e do Atleta estão com uma força tarefa para abreviar a conclusão dos procedimentos policiais e comprovar a sua inocência.

Passados alguns dias da divulgação das acusações, todas as evidências divulgadas convergem para a inarredável conclusão de que o Atleta Neymar Jr. foi vítima de “Denunciação Caluniosa”, crime que está sendo apurado pelas Autoridades Policiais.

Até o presente momento esclarece a defesa do Atleta Neymar Jr. que não há nenhuma “denúncia” da prática de qualquer crime, como indevidamente veiculado. Foram apenas noticiados (Boletim de Ocorrência já divulgado) à Autoridade Policial os fatos com “acusações”, que estão em fase de investigação.

Na data de ontem o Atleta Neymar Jr. prestou depoimento no Procedimento Investigatório que apura eventuais consequências pela publicação do seu vídeo, elaborado e divulgado, como já exposto exaustivamente, em razão da repercussão mundial das notícias, das consequências devastadoras pela ausência de uma resposta pública e direta e, sobretudo, como a única forma de se defender das injustas acusações.

Estamos seguros que em breve tudo será esclarecido.”

CRONOLOGIA DO CASO DE NEYMAR

O caso veio à tona em 1º de junho, após a modelo Najila Trindade registrar 1 boletim de ocorrência contra o jogador de futebol. O processo está no âmbito da Justiça de São Paulo.

Entenda detalhes do caso:

  • mulher acusa Neymar (1º.jun) – a modelo Najila Trindade Mendes de Souza registrou 1 boletim de ocorrência em delegacia de São Paulo em 1º de junho. Alegou que havia sido agredida e estuprada em 15 de maio por Neymar Júnior, titular da Seleção Brasileira de Futebol e do Paris Saint-Germain Football Club, em Paris (França);
  • Neymar nega agressão (1º.jun) – após a divulgação do boletim, o camisa 10 manifestou-se em seu perfil no Instagram. Com o intuito de provar sua inocência divulgou trechos da conversa que teve com Najila. Entre as imagens, haviam fotos íntimas borradas enviadas pela modelo;
  • Instagram remove o vídeo (3.jun) – a rede social removeu a gravação de Neymar por violar as regras da rede social. A publicação das imagens pode caracterizar crime de divulgação de cenas de nudez. A pena é de 1 a 5 anos de reclusão;
  • laudo aponta hematomas e estresse (3.jun) – a modelo divulgou laudo médico (íntegra) em que apresentava hematomas e arranhões nos glúteos, transtorno ansioso e depressivo e traumatismos superficiais. Os exames foram realizados em 21 de maio, 6 dias após o possível estupro;
  • ex-advogados de mulher deixam caso (3.jun) – o escritório de advocacia contratado por Najila, Fernandes e Abreu Advogados, rescindiu o contrato com a cliente alegando que ela havia relatado para os advogados que havia sofrido uma agressão, mas não mencionou estupro. Eis a íntegra;
  • Neymar é intimado a depor (3.jun) – o atacante foi intimado a depor na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática do Rio de Janeiro para prestar esclarecimentos sobre a divulgação de conversas e imagens íntimas com Najila;
  • vídeo mostra modelo agredindo Neymar – vídeo que circula nas redes sociais mostra Najila agredindo o atacante Neymar Jr em quarto de hotel. A câmera mostra 1 cômodo com uma cama, na qual os 2 se deitam juntos. “Assim como?”, questiona Neymar. A pergunta é seguida de 1 som semelhante ao de 1 tapa. O atacante reage: “não, não, não, não, não. Não me bate não. Eu não gosto”. A modelo diz: “Mas eu vou te bater. Sabe por quê? Porque você me agrediu ontem e me deixou aqui sozinha”;
  • extorsão (5.jun) – o pai de Neymar contou que seu filho estava sendo vítima de extorsão e que o advogado da mulher que o acusa teria pedido dinheiro para não denunciá-lo. Eis a íntegra. A modelo disse que não sabia de nada;
  • modelo fala pela 1ª vez (5.jun )– foi ao ar entrevista de Najila ao SBTsobre o caso. Najila disse que conheceu Neymar pelo Instagram. Segundo a modelo, os 2 trocaram mensagens e combinaram de se encontrar em Paris (França). O jogador pagou os custos da viagem. Ela afirma que o comportamento de Neymar mudou depois que ela chegou à capital francesa;
  • ‘Fui vítima de estupro’ – Najila disse na entrevista: “Nos primeiros, ok, estava tudo certo. Só que depois começou a machucar muito, e eu falei: ‘Para, está doendo’. E ele falou: ‘Desculpa, linda’. Ok, continuamos deitados na cama e eu perguntei se ele tinha levado preservativos, porque eu não tinha levado. ‘Não vai acontecer nada além disso, não podemos’. Ele não respondeu e a gente continuou. Ele me virou, cometeu o ato e eu pedi para ele parar enquanto cometia, e ele continuava batendo na minha bunda violentamente. Foi tudo muito rápido, questão de segundos, e eu me retirei. Eu falava ‘para, para, para. Não’”. Assista abaixo:
  • Bolsonaro apoia Neymar (5.jun) – o presidente disse acreditar no jogador. Bolsonaro também foi ao amistoso entre as seleções de futebol do Brasil e do Qatar no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Na partida, Neymar torceu o tornozelo e foi ao hospital fazer exames. Bolsonaro foi visita-lo, tirou fotos com ele e as publicou nas redes sociais;
  • Bolsonaro volta a apoiar Neymar (6.jun) – durante viagem presidencial à Argentina, o Bolsonaro foi questionado sobre o caso pela imprensa e afirmou “Pelo o que eu vi até o Neymar é inocente. Se analisar o contexto, o que que ela fez atravessando o Atlântico? E ela falou para o (Roberto) Cabrini, vi parte da entrevista, ela dizendo que foi pra lá pra fazer amor com ele”;
  • Neymar depõe sobre divulgação de imagens sexuais (6.jun): o jogador prestou depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na Cidade da Polícia, no Rio de Janeiro, sobre a divulgação de fotos e diálogos em redes sociais com a modelo Najila Trindade Mendes de Souza. Neymar, que sofreu uma lesão em partida realizada nessa 4ª (5.jun) contra o Catar, em Brasília, usou uma cadeira de rodas na chegada ao local;
  • Corpo de delito não detecta lesões (7.jun) – o resultado do exame de corpo de delito, feito pela modelo após registro do boletim de ocorrência, não detectou lesões em suas partes intimas. O laudo está com a Policia Civil e não foi divulgado;
  • Najila presta depoimento sobre acusação (7.jun): a modelo compareceu à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, para prestar depoimento sobre acusações de agressão e estupro contra Neymar.