FHC critica divulgação do Coaf sobre corrupção do clã Bolsonaro

0
240

247 – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu neste sábado, 15, o presidente eleito Jair Bolsonaro em meio ao escândalo das movimentações suspeitas no valor de R$ 1,2 milhão, realizadas pelo PM Fabricio Queiroz, assessor parlamentar do deputado Flávio Bolsonaro que foi demitido durante a campanha eleitoral.

Pelo Twitter, FHC disse lamentar que as “pedras lançadas” no governo que ainda não começou, como se as denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro que pairam sobre o entorno de Bolsonaro só pudessem ser divulgadas após ele tomar posse.

“Diariamente há pessoas acusadas de corrupção ou mal uso de dinheiro publico. Lamento que antes de começar o novo governo pedras sejam lançadas.É preciso verificar, antes de condenar, mas sem confiança e credibilidade impossível reconstruir o país, como a maioria do povo deseja”, disse FHC.