Festival de Parintins revive na segunda noite de apresentação a Lenda do povo Karajá e o Ritual Mura

0
47

O Boi da Alegria do Povo foi o segundo ato apresentado pelo Boi Garantido na segunda noite do Festival Folclórico de Parintins, neste sábado (29). Viva São João, a alegoria de abertura na Exaltação Folclórica, trouxe um misto de religiosidade, saudosismo, lutas e celebração da vida simples do Brasil.

A Sinhazinha da Fazenda, Dijdja Cardoso, evoluiu em meio ao cenário das festas populares e a Rainha do Folclore, Brenda Beltrão, chegou em um balão junino. A Lenda Amazônica Flechas Serpentes do povo Karajá destacou o macaco gigante devorador de índios, rãs e serpentes.

A cunhã-poranga, Isabelle Nogueira, foi o item dessa alegoria. Erveiras da Amazônia, figuras tradicionais que herdaram conhecimento das populações indígenas, foram representadas na Figura Típica Regional. A alegoria trouxe a porta-estandarte, Edilene Tavares.

Encerrando a noite, o Garantido apresentou o Ritual Mura, originário da região do Rio Madeira. O Pajé Adriano Paketá invocou os espíritos da fera da floresta para serem incorporados nos guerreiros. Fonte/Portal do Marcos Santos/foto/Peta Cid