Ex-BBB Laércio é transferido para novo presídio em Curitiba

0
674

Depois de ter sido preso nesta segunda-feira, 16 e de fazer uma rápida passagem pela Casa de Custódia de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, o ex-BBB Laércio de Moura, de 53 anos, foi transferido novamente. Desta vez para a Casa de Custódia de Curitiba. Ele chegou ao presídio, escoltado pela Polícia Militar, por volta das 15h desta terça-feira, 17. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, o tatuador permanecerá detido nessa unidade prisional por tempo indeterminado, à disposição da Justiça.
Laércio foi preso por suspeitas de ter cometido crime de estupro de vulnerável e de ter fornecido bebida alcoólica para adolescentes. Após prestar depoimento na sede do ‘Nucria’, Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes, o ex-BBB foi levado ao Centro de Triagem da Polícia Civil, onde passou a noite em uma cela isolada. Nesta manhã, ele foi encaminhado para um presídio na região metropolitana de Curitiba para realizar o procedimento de identificação do preso. Depois, foi transferido em definitivo para a Casa de Custódia.

Ex-BBB dividirá cela com outros acusados de estupro

Ainda de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, Laércio ficará de 20 a 30 dias na triagem da unidade, num chamado período de adaptação. Somente depois disso é que ele irá para a cela comum, onde ficará com presos do mesmo perfil, também com acusações de estupro. O ex-BBB não ficará em uma cela isolada porque não é considerado preso especial.
Acusado de ter estuprado uma menina de 13 anos em 2012, Laércio já foi interrogado pela Polícia Civil do Paraná. Ele respondeu todas as perguntas e negou ter cometido crime de estupro de vulnerável. O ex-BBB admitiu ter trocado mensagens com a adolescente em uma rede social, mas disse que se tratava apenas de uma amizade virtual e que acreditava que a vítima tinha 18 anos.

Advogado nega pedofilia

Durante o cumprimento de um mandado de busca no apartamento do ex-BBB, em uma região nobre de Curitiba, a Polícia apreendeu um computador, um HD externo, diversos pen drives e CDs, além de três celulares. O material será enviado para perícia e os investigadores não descartaram a possibilidade de encontrar conteúdo pornográfico.
Segundo o advogado Ronaldo Santiago, no entanto, a Polícia não vai encontrar pornografia nos aparelhos eletrônicos do ex-BBB. “Eles (Polícia) estariam procurando algum indício de pedofilia, mas o Laércio me adiantou que isso não procede. Os equipamentos vão passar por perícia, mas ele me garantiu que não tem nada de pornográfico”, afirmou o advogado.

Defesa tenta liberdade ainda nesta terça

A defesa do ex-BBB pretende entrar com medidas judiciais ainda nesta terça-feira, 17, para colocá-lo em liberdade. “Vamos tomar as medidas judiciais cabíveis nesta tarde, já estamos providenciando tudo”, disse o advogado Ronaldo Santiago ao EGO.

Delegada admite que não há provas concretas

Também nesta terça, a delegada delegada titular do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) em Curitiba, Daniela Andrade, disse ao EGO que ainda não foram encontradas provas materiais na investigação que levou à prisão do ex-BBB.
Laércio está sendo indiciado pelos crimes e estupro de vulnerável e por oferecer bebida alcoólica a crianças. O primeiro crime é do Código Penal e o segundo é do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Ele é ainda suspeito de pedofilia, crime para o qual há indícios, mas não há nenhuma prova. Segundo a delegada, como o caso aconteceu há quatro anos, não há provas materiais que compravariam os dois supostos primeiros crimes. No momento, haveria apenas a possiblidade de serem encontradas provas ligando Laércio a pedofilia – dependendo do resultado da perícia feita em euipamentos eletrônicos do ex-BBB.

Fonte: EGO