EUA impõem sanções à Rússia, que apoia Venezuela

0
34

Sputnik Brasil – As novas restrições visam os bancos, os projetos de GNL da Rússia no exterior, o setor cibernético do país e a dívida soberana, de acordo com a legislação.

“A legislação abrangente procura aumentar a pressão econômica, política e diplomática sobre a Federação Russa em resposta à interferência da Rússia nos processos democráticos no exterior, na influência maligna na Síria e na agressão contra a Ucrânia, inclusive no Estreito de Kerch”, disse o comunicado.

O projeto teria que passar pelo Congresso dos EUA e ser assinado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, antes de se tornar lei, informou a Reuters na quarta-feira.

O senador republicano Lindsey Graham disse em um email à Reuters que o objetivo das novas restrições “é mudar o status quo e impor sanções e medidas significativas” contra a Rússia.

Washington impôs as primeiras sanções contra a Rússia em março de 2014, após a crise política na Ucrânia, justificando o movimento dos EUA como insatisfação com as ações de Moscou na Ucrânia.