Embarcação da prefeitura de Autazes encalha no Solimões de deixa todos os candidatos do PSC na mão

0
34

Caramba! O prefeito de Autazes, Andresson Cavalcante, bem que tentou, com o máximo de  presteza e boa vontade, transportar os alunos candidatos a uma vaga no Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade do Amazonas (Ufam) e da Fundação Matias Machline  neste domingo, 1º de Dezembro. Não deu. Que pena.

Não deu não porque tivesse intenção de  prejudicar a alunada com os pés praticamente dentro da porta da universidade. Nada disso.

O prefeito – é bom que se diga – alojou confortavelmente cada aluno no convés do espaçoso navio São Joaquim, com direito a refeição e lanche da melhor culinária regional.

Mas a natureza, infelizmente, acabou por conspirar contra o operoso e diligente prefeito, exemplo de administração para todas as prefeituras do interior do Amazonas, não é mesmo? Ou não?

No meio do caminho, ou melhor, no meio da viagem pelas calmas águas do Solimões, nem mesmo o nosso bom São Joaquim, que pertencia à família real de Davi, parente próximo de São José, pai da Virgem Maria e avô de Jesus Cristo, como ensina a literatura cristã, conseguir impedir que a embarcação encalhasse.

Resultado: apesar do empenho do dinâmico prefeito Andresson Cavalcante, a alunada do PSC da Ufam não conseguiu chegar no horário limite para atravessar o portão da instituição onde seriam realizadas as provas.

Correram, correram, correram, correram, correram…não deu. Deram de cara com a porta trancada.

A galera da tradicional e respeitada Fundação Matias Machline, também, correram, correram, correram, correram, correra, correram, correram, correram, correram, correram e deram de cara com a porta trancada.

Mas conseguiram entrar.

Excepcionalmente, a direção do PSC permitiu que fizessem as provas, sorte que não tiveram os candidatos do PSC Ufam.

Só por isso, como se encarnasse a imagem mais perversa do sujeito com cheiro de enxofre  – vade retro -, Andresson Cavalcante se tornou alvo da mais infame e ultrajante ataque nas redes sociais.

INJUSTIÇA! Pura injustiça. É ou não é.

veja postes,