Em Tabatinga, PF apreende 21 mil peixes ornamentais que seriam contrabandeados para Peru e Colômbia

0
103

A Delegacia de Polícia Federal em Tabatinga, nesta quarta-feira (10), com o apoio da Polícia Militar, da Força Nacional e do Exército Brasileiro, prendeu dois brasileiros, de 38 e 41 anos, e um peruano, de 33 anos, por tentativa de contrabando e porte ilegal de arma.

Os homens pretendiam exportar 21 mil alevinos de aruanã para o Peru e para a Colômbia. De acordo com os policiais que participaram da ação, durante uma inspeção rotineira nas embarcações que circulam pelo Rio Solimões, ao inspecionarem um barco, os agentes encontraram os peixes escondidos em baixo de uma lona na embarcação.

Os animais estavam divididos em centenas de sacos plásticos, além de 3 cilindros de oxigênio, que servem para manter os sacos plásticos abastecidos de ar, e uma espingarda calibre 16 com quatro munições. Diante dos fatos apresentados, foi dada voz de prisão aos dois brasileiros que estavam transportando o material ilícito na embarcação e, após diligências, a Polícia logrou êxito em identificar o peruano que estava aguardando para receber os alevinos, a quem também foi dada voz de prisão.

Os presos foram então conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal em Tabatinga e apresentados ao delegado de PF de sobreaviso, ocasião em que lhes foi indagado a respeito dos fatos, tendo os suspeitos informado que adquiriram os alevinos nas regiões dos rios Iça e Japurá e iriam exportá-los clandestinamente para Colômbia e Peru.