Em delação premiada, Hacker diz que Glenn não encomendou e nem pagou pelas mensagens

0
25

FORUM – Luiz Henrique Molição, o hacker que integrava o grupo que invadiu os celulares de várias autoridades, entre elas, Jair Bolsonaro, Sergio Moro, Deltan Dallagnol e mais mil pessoas, afirmou, em delação premiada, que o diretor do The Intercept, Glenn Greenwald, é inocente.

Ele, que participou das negociações com Glenn para a entrega do conteúdo das gravações, garantiu que o americano não pagou pelo material — assim como também não o encomendou.

Ele disse ainda que tentaram vender o material para Manuela D’Ávila. Ela não quis pagar, mas indicou Greenwald que, segundo ela, publicaria as mensagens.

Walter Delgatti, o hacker ainda preso, também disse em depoimento à PF que o The Intercept não pagou qualquer quantia pelo material.

Com informações da coluna de Lauro Jardim