Duas das cinco pias para lavar mão na UTI do PS 28 de Agosto estão desativadas por falta de manutenção; terceirizada não recebe há 5 meses

0
167

A coluna SIM E NÃO do jornal A Crítica, edição desta quinta-feira, 07, admite ser legítimo o clamor do médico Luiz Cláudio que, no meio de uma cirurgia, no PS Platão Araújo, denunciou a situação de quase abandono da quase morimbunda saúde no estado no Amazonas.

Reconheceu é verdade, mas pela metade. Vejam:

“O clamor é legítimo, até porque todos concordam – especialmente os pacientes – que a Saúde do Amazonas está na UTI faz algum tempo (que o diga a Operação Maus Caminhos). O timing da manifestação é o xis da questão: por que só agora e diante de uma gestão que está aí há 38 dias?

Ora, ora, por que só agora? Tinha, então, que ficar calado? É isso? Até quando? Por quanto tempo? E por que? Luiz Cláudio simplesmente execeu o seu direito de cidadania, não é mesmo?. E direito de cidadania consiste, também, na expressão do livre pensamento. Ou não?

E é nesse contexto que outros médicos denunciam que há 20 dias, por exemplo, duas pias das 5 disponíveis na UTI do Pronto-Socorro 28 de Agosto estão fora de uso.

Como assim, fora de uso? É isso mesmo. Duas das cinco pias, que deveriam ser usadas para lavar as mãos na UTI para evitar as infecções hospitalares estão desativadas (ver foto). E aí? Neste caso, também, deveriam os médicos ficar calados só porque o governo tem apenas 38 dias de gestão? Ora, ora, convenhamos.


De acordo com a turma do lá PS 28 de Agosto – técnicos, enfermeiros, maqueiro, faxineiros, médicos, diretores, etc. e tal -, as duas pias estão desativas por falta de manutenção preventiva – troca de torneira y otras cositas más, como o atraso de cinco meses no pagamento da empresa terceirizada.

Denunciar é um direito do cidadão. Portanto, DENUNCIEM!