Comissão presidida por Eduardo Bolsonaro aprova moção contra Fernández pela defesa do Lula Livre

0
22

247 – Presidida pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair Bolsonaro, a Comissão de Relações Exteriores da Câmara aprovou nesta quarta-feira (6) um requerimento de moção de repúdio contra o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández.

Apesar de Jair Bolsonaro ter insultado o presidente eleito Alberto Fernández ao criticar a escolha das urnas e dos milhões de argentinos que clamam pela volta da democracia ao Brasil, a moção apresentada pelo deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP), diz que foi Fernández quem  “desrespeito às decisões das instituições judiciais do Estado brasileiro, por quebra de decoro internacional que preza pelas boas relações diplomáticas, pelo ativismo político em questões internas do Brasil e pelo desagravo a uma parcela expressiva da população brasileira”.

O texto segue a lógica de Bolsonaro, que disse que Fernández, ao pedir Lula livre, estaria “afrontando o Brasil de graça”.

Eduardo Bolsonaro anunciou a aprovação da moção e publicou em sua página no Twitter. O documento ainda deve ser analisado pelo plenário da Câmara.

Luiz Phillipe disse que o presidente argentino questionou decisões judiciais brasileiras, mas não cita qual foi a situação. Segundo ele, Fernández “sinaliza não pretende restabelecer canais de diálogo entre os dois países que mantêm relações tão estreitas e importantes”.

O incômodo do clã Bolsonaro foi tanto com a manifestação pela liberdade de Lula e a denúncia de que ele é um preso politico, que Bolsonaro disse que não iria à posse de Fernández ou mesmo de mandaria um representante para acompanhar.

Eduardo Bolsonaro🇧🇷

@BolsonaroSP

Aprovada na CREDN, requerimento do Dep. Fed. Luiz Philippe de Orleans e Bragança @lpbragancabr, que redige moção de repúdio ao presidente eleito da Argentina, Alberto Fernandéz:

Ver imagem no Twitter