Com câncer de próstata, Wilson Alecrim deixa presídio e será submetido à cirurgia em SP

0
311

A desembargadora Mônica Sifuentes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) concedeu liminar em habeas corpus ao ex-secretário de Saúde, Wilson Alecrim e transformou a prisão preventiva dele em domiciliar.  Nesta sexta-feira, 12, ele deixa o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro 8 da BR 174.

A defesa de  Wilson Alecrim alegou que o ex-secretário precisa realizar tratamento de saúde em São Paulo devido a um câncer de próstata no Hospital Alemão Oswaldo Cruz. A desembargadora acatou o pedido.

Alecrim foi preso em dezembro do ano passado durante execução da Operação Custo Político – desdobramento da operação Maus Caminhos -, ganhou liberdade, mas no dia 31, horas antes da virada do ano, a juíza Ana Paula Serizawa acatou pedido do Ministério Público Federal e mandou de volta à cadeia Alecrim com mais três ex-secretários de governo.