Bolsonaro tem medo porque estudantes não sairão das ruas, diz Fernando Haddad em Manaus

0
87

247 – A terceira etapa da Caravana Lula Livre encerrou sua passagem por Manaus na tarde desta quinta-feira (23) com ato em defesa da educação na Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Além do ex-ministro da Educação Fernando Haddad, o evento contou com a presença da deputada Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT. A comitiva chega ao Pará nesta sexta (24).

Haddad destacou a luta dos professores e dos estudantes do País e reforçou a luta que teve início no dia 15 de maio com as manifestações. “A essa altura vocês já sabem que não lutam só pela educação, agora é a luta pela democracia. Não se trata só dele voltar atrás. Bolsonaro não respeita a democracia e ninguém que pensa diferente dele. O movimento educacional brasileiro é o único preparado para enfrentar esse desafio. Nós vamos proporcionar o renascimento do país”, afirmou o ex-ministro, que foi candidato a presidente da República nas eleições do ano passado.

Haddad ressaltou a força que o país tem, principalmente com a união dos estudantes, para enfrentar o desgoverno atual. “Ninguém mais pode ficar triste depois do dia 15. Esse país tem força. No golpe de 64 os estudantes eram em torno de 200 mil. Hoje, vocês [estudantes] são oito milhões. Ele tem medo de vocês. E ele tem toda razão em ter medo, porque nós não vamos sair das ruas”, encerrou chamando o povo a lutar por Lula Livre.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, relembrou o legado de Lula como o melhor presidente na área da educação da história do Brasil e alertou para o desmonte que está sendo feito por Bolsonaro: “É um período difícil. Esse povo neoliberal acha que é preciso tirar o dinheiro da economia para dar aos banqueiros. Não podemos mais aceitar esses desmontes. Esses não são os interesses da soberania nacional e nós estamos aqui para dizer ‘Bolsonaro, nós não temos medo de você'”. (*Com informações da Agência PT de notícias)