Áudio coloca ministro Luiz Fux sob suspeição de vazar decisão a Dallagnol

0
85

247 – O primeiro áudio divulgado pelo site The Intercept, nesta terça-feira 9, mais uma bomba sobre a Lava Jato, coloca o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux sob suspeição de ter vazado uma decisão sua ao procuradodr Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da operação.

No áudio, enviado ao grupo ‘Filhos do Januario 3’, com outros procuradores, no aplicativo de conversas Telegram, Dallagnol comemora uma decisão de Fux que impediu que o ex-presidente Lula concedesse uma entrevista da prisão durante a campanha presidencial.

O arquivo foi enviado em 28 de setembro de 2018. O procurador também pede segredo aos colegas sobre a notícia e indica que ela ainda é sigilosa. “URGENTE E SEGREDO”, “sobre a entrevista”, “quem quer saber ouve o áudio”, escreve Dallagol, em mensagens de texto, junto ao envio do áudio.

“Não vamos alardear isso aí, não vamos falar pra ninguém. Vamos manter, ficar quieto, para evitar a divulgação o quanto for possível. Porque o quanto antes divulgar isso, antes vai ter recurso do outro lado, antes isso aí vai para o plenário”, diz o procurador.

“O pessoal pediu para gente não comentar isso aí publicamente e deixar que a notícai surja por outros canais, para evitar precipitar recurso de quem é.. tem uma posição contrária à nossa”, prosseguiu, dizendo por fim que era uma “notícia boa para terminar bem a semana. depois de tantas coisas ruins, e começar bem o fim de semana”.

O jornalista Leandro Demori, editor do Intercept, questionou quem seria o “pessoal” citado por Dallagnol na conversa. “Deltan manda um áudio falando sobre a decisão do Fux de barrar entrevista de Lula à @monicabergamo. Para ele, naquele momento, a decisão ainda não é pública. Tanto que pede SEGREDO. E diz: “…o pessoal pediu pra gente não comentar publicamente…”. Que pessoal?”, indagou pelo Twitter.

Ouça o áudio: