Alexandre Frota acusa: “Bolsonaro pediu a minha cabeça para o Bivar”

0
37

FORUM – Depois de ter trabalhado forte e ser uma dos garotos-propaganda da campanha de Jair Bolsonaro, o deputado Alexandre Frota agora trata o presidente da República como um inimigo. Atualmente no PSDB, o parlamentar foi entrevistado nesta sexta-feira (18) pelo Brasil 247 e falou da sua saída do PSL, da atual crise do partido e sobre a CPI das Fake News.

Segundo Frota, foi o próprio presidente que pediu para que o deputado fosse expulso do PSL. “Bolsonaro pediu minha cabeça para o Bivar”. O deputado lembrou que foi o único do PSL que subiu à tribuna da Câmara para pedir a prisão de Queiroz. “Assim que desci, o Bolsonaro me ligou reclamando. No outro dia, encontrei com o Flávio que veio me falar: ‘Papai está chateado com você’”.

Alexandre Frota diz que atualmente é alvo de ofensas tanto da direita, quanto da esquerda, principalmente pelo seu passado como ator pornô e não nega que foi eleito surfando na onda bolsonarista. Ao mesmo tempo, o parlamentar tenta descolar a sua imagem da do presidente e da sua família, alegando desconhecer de fatos que só agora aparecem sobre Bolsonaro e seus filhos.

“Eu não tenho medo de milicianos, porque eu não milito com milicianos. Eu não sabia que eles (família Bolsonaro) tinham essas ligações”, afirmou.

Convocação

O deputado falou que foi convocado para participar da CPI das Fake News, que vai investigar a divulgação de mensagens falsas durante a campanha presidencial do ano passado. Ele afirma que nomes que fazem parte do governo atualmente ou que sempre estão ao lado do governo integram uma milícia digital.

“O Felipe G. Martins, Allan dos Santos, Carlos Bolsonaro, todos esses fazem parte do núcleo de comunicação do Bolsonaro. Ninguém ainda descobriu de onde vem o dinheiro que banca o dinheiro do Allan, mas é do Planalto. Ele anda pra cima e pra baixo junto com o Bolsonaro como se fosse um assessor”, denuncia.